Nutrição esportiva: 7 alimentos para treinos à noite

Corredores que treinam a noite precisam investir em uma nutrição certeira para esse horário. Veja alguns alimentos essenciais para um treino de qualidade

Uma nutrição que combina com o horário do seu treinamento influencia no rendimento e também no metabolismo. À noite, nosso corpo vai desacelerando para o descanso final, o que exige a ingestão de alimentos eficazes para dar gás no seu treino e que ao mesmo tempo sejam facilmente digeridos. Pensando nessas necessidades e no relógio biológico, a nutricionista Paula Crook, da Patrícia Bertolucci Consultoria em Nutrição, sugeriu os alimentos que não podem faltar na sua lancheira noturna pré-treino:

ESPIGA DE MILHO

Comer uma espiga quentinha antes do treino vai lhe dar uma boa dose de vitamina B6, que facilita a contração muscular, e de vitamina A, importante para a saúde dos olhos e para o fortalecimento do sistema de defesa. Sem falar que é um lanche rico em fibras, presentes na casca do grão, diferentemente do trigo e do arroz. O milho também contém quantidades significativas de antioxidantes – eles de novo! – para prevenir o envelhecimento precoce.

BANANA

Não é à toa que ela é uma das frutas preferidas dos corredores. Possui poucas calorias, é de fácil digestão e ainda é fonte de carboidratos e de potássio, importante para manter a pressão sanguínea controlada. O potássio também ajuda a evitar cãibras. Para incrementar o consumo, amasse a fruta com duas colheres de aveia, ótima opção pré-treino.

AMARANTO

É um ótimo complemento para ser consumido com sua fruta ou vitamina preferida. “Isso porque ele contém entre 12% e 17% de proteína de alta qualidade, apresentando bom balanço de aminoácidos essenciais se comparado a outros cereais”, explica Paula. O amaranto também tem fácil digestão e você pode incluí-lo em receitas de bolo (ele também é vendido em empórios na versão em farinha), tortas ou salpicá-lo na salada. O sabor meio amargo do grão ou do floco é quase imperceptível.

PERA

Suculenta, fornece tantas benesses quanto a maçã, sua parceira na salada de frutas. Por ser leve, pode ser consumida à noite sem problemas. “A pera contém grandes quantidades de carboidrato, vitamina C, ferro e potássio. É uma das frutas mais ricas em pectina, fibra solúvel que auxilia muito no funcionamento intestinal”, explica Paula. Você pode consumi-la picadinha e com uma colher de amaranto em flocos. “O amaranto é um dos cereais mais completos. Com pera, o lanche oferece o aporte ideal de nutrientes para o atleta treinar.”

ÁGUA DE COCO

Isotônico natural, a bebida pode e deve fazer parte da sua alimentação em qualquer horário. “Os açúcares e sais minerais da água de coco são importantes para uma rápida hidratação, sem pesar no estômago”, aponta Paula. Sem falar no potássio. Ele ajuda a prevenir contra o desconforto das cãibras, a fadiga muscular e a desorientação mental, no caso de você correr longas distâncias.

MIX DE AMÊNDOAS, DAMASCO E CASTANHA DE CAJU

Um lanchinho compacto que você pode levar para qualquer lugar, no caso de sair do trabalho direto para o treino. Esse mix, começando pela amêndoa, é fonte de gorduras do bem e de proteínas, e abundante em manganês, cobre e riboflavina, um trio que ajuda a oferecer mais energia para o corpo. O damasco, por sua vez, ajuda no bom funcionamento do intestino devido ao seu alto teor de fibras. Enquanto a castanha de caju conta com magnésio, importantíssimo para manter o organismo em ordem. Sem falar nas gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas, que ajudam no controle do bom colesterol. A dica é: aposte no lanchinho com moderação, pois as oleaginosas são bastante calóricas.

Por: Amanda Preto

Fonte: Paula Crook, nutricionista da Patrícia Bertolucci Consultoria em Nutrição

Transcrito: https://sportlife.com.br/nutricao-7-alimentos-treina-noite-2/

 

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: