Não fuja da dieta! Saiba evitar deslizes durante o processo de emagrecimento

Banner de dentro dos postsPassado os primeiros meses, a motivação diminui e sentimos falta de alimentos que nos davam muito prazer e acabamos sendo mais permissivos com as escapulidas

Quando decidimos começar um programa de perda de peso e reeducação alimentar devemos iniciar o tratamento motivados, com uma meta flexível e possível, prontos para negociar.

Passado os primeiros meses, a motivação vai diminuindo. Sentimos falta dos hábitos antigos, dos alimentos que nos davam muito prazer e acabamos sendo mais permissivos com as escapulidas. Com isso, a velocidade do emagrecimento é reduzida, podendo trazer desmotivação e até abandono do tratamento.

Precisamos controlar pensamentos negativos que sabotam a mudança do estilo de vida. Modificar comportamentos antigos e adquirir novos. “Funcionamos” anos de uma forma que nos levou ao excesso de peso, mudar o padrão e as pessoas que estão ao nosso redor é um desafio. Mas é possível! É preciso priorizar a execução do tratamento e seu desejo de emagrecer, ter saúde e bem-estar.

Estratégias para evitar as sabotagens no tratamento para perda de peso:
– Escolha junto ao nutricionista metas possíveis e importantes para manutenção da saúde e alcance de seus objetivos;

dieta
– Faça o controle do ambiente: compre alimentos para abastecimento da casa/ local de trabalho/ gavetas/ bolsa/ mochila. Evite besteiras e alimentos que te levem ao descontrole. Reabasteça seus estoques;

– Organize a alimentação de cada dia com alimentos que promovam saúde, saciedade e prazer. Para emagrecer e manter o peso perdido não importa só contar calorias, faça trocas inteligentes. Variedade alimentar sempre;

– Saiba que irá encontrar obstáculos, terá tropeços, mas o importante é a rápida retomada. Escapulidas da dieta acontecem, diminua a frequência de escapulidas. Evite o pensamento do “tudo ou nada”. Não repita frases como: “já que eu comi demais/enfiei o pé na jaca/comi preparações muito calóricas, eu coloquei tudo a perder e não adianta retomar, perdi toda a dieta”;

– Não utilize o alimento como recompensa, seja por um motivo bom ou ruim. Exemplo: “estou muito cansado/tive um dia difícil/fui promovida, então eu mereço comer”;

– Identifique o que mais contribui para a sabotagem do seu tratamento e mudança do estilo de vida: doces, fast food, frituras, bebida alcoólica, comer em grande quantidade, beliscar, bebidas açucaradas, não praticar exercício físico, “descontar questões emocionais” comendo;

– Identifique o que mais contribui para a sabotagem do seu tratamento e mudança do estilo de vida: doces, fast food, frituras, bebida alcoólica, comer em grande quantidade, beliscar, bebidas açucaradas, não praticar exercício físico, “descontar questões emocionais” comendo;

– Evite a “postura negativa” apontando sempre o que não pode comer. Reforce as inúmeras opções de alimentos que podem fazer parte do seu programa alimentar. Promova outros
prazeres além da comida. Equilibre os prazeres;

– Resgate, descubra e experimente alimentos que deem prazer sem precisar abandonar o programa alimentar;

– Evite preparações e alimentos com alta densidade calórica e reduza o tamanho das porções. Tenha moderação no consumo alimentar;

– Esteja pronto para negociar, principalmente em eventos sociais e finais de semana, quando com frequência acontecem as escapulidas e as maiores tentações;
– Comeu, excedeu, errou… retome rapidamente! Escapuliu hoje, precisa fazer melhor amanhã! Continuidade no tratamento;

– Não fique muito tempo sem se alimentar. Faça lanches intermediários, as pequenas refeições permitem maior controle da fome até a próxima refeição e desta forma conseguimos ser mais seletivos na escolha dos alimentos;

– Procure atividades e atitudes que ajudem a controlar o nível de ansiedade e estresse;

– Mexa-se. Não falte ao treino! Pratique exercício físico regularmente: promove saúde, reduz o nível de estresse e ansiedade, aumenta o gasto energético, estimula à liberação de hormônios que geram prazer, melhora a composição corporal;

Alimentação saudável e manutenção de peso saudável = variedade, equilíbrio, moderação, negociação e continuidade.

Por Cristiane Perroni
Rio de Janeiro

Fonte:CRISTIANE PERRONI

euatleta-cristianeperrone-nutricao-especialista_1 (1)

Nutricionista formada pela UFRJ e pós-graduada em obesidade e emagrecimento. Tem especialização em nutrição clínica pela UFF, especialização em nutrição esportiva pela Universidade Estácio de Sá e trabalha com consultoria e assessoria na área de nutrição.

Transcrito:http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/nutricao/noticia/2016/03/nao-fuja-da-dieta-saiba-evitar-deslizes-durante-o-processo-de-emagrecimento.html

Banner de dentro dos posts 2

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: