Mais atividade física, menos ansiedade igual a menos exageros alimentares

A maior produção de serotonina reduz a ansiedade e proporciona uma escolha mais “seletiva” dos alimentos, sem aquele componente compulsivo que leva ao exagero
A proposta de perder peso com a prática de atividades física ainda pode ser considerada um paradigma com muitas incertezas e informações controvertidas. A expectativa de efeitos a curto prazo e a tendência de superestimar o impacto do exercício no balanço calórico contribuem para dificultar a obtenção dos resultados desejados. Como costuma dizer a Dra Gerseli Angeli “a boca é mais rápida que as pernas”, ou seja, é muito mais fácil consumir calorias do que gastar.
Uma hora de atividade física de intensidade moderada, como uma caminhada vigorosa, pode proporcionar a queima de 300 a 400 calorias, o equivalente a uma pequena “imprudência” como um doce mais elaborado e saboroso.
A tendência de se atribuir aos exercícios um efeito calórico maior que a realidade certamente prevalece e chega a fazer parte de estratégias enganosas de divulgação de certos programas de exercícios.
Os benefícios dos exercícios físicos para a perda de peso vão muito além da matemática calórica. Um programa de exercícios que se torne hábito proporciona efeitos que compõem todo um contexto de adaptações físicas, metabólicas e hormonais no nosso organismo.
Nas últimas décadas, inúmeros estudos experimentais tem comprovado que redução da ansiedade proporcionada por uma mudança da química cerebral como decorrência da prática regular de exercícios físicos é um dos benefícios mais importantes que colaboram para a perda de peso. 
A ansiedade pode ser considerada a grande vilã dos exageros alimentares que contribuem para o ganho de peso. Vários estudos científicos comprovam aumento da produção de serotonina em praticantes de exercícios físicos após os primeiros dias de um programa regular.
A maior produção de serotonina reduz a ansiedade e nos proporciona uma escolha mais “seletiva” dos alimentos, sem aquele componente compulsivo que sempre leva ao exagero desnecessário e pernicioso.
Vale a pena apostar neste resultado e usufruir da verdadeira mudança de comportamento alimentar que os exercícios físicos podem promover, não somente proporcionando a perda de peso como também promovendo saúde e qualidade de vida.
Fonte:TURÍBIO BARROS
Mestre e Doutor em Fisiologia do Exercício pela EPM. Foi membro do American College of Sports Medicine, professor e coordenador do Curso de Especialização em Medicina Esportiva  da Unifesp e fisiologista do São Paulo FC e coordenador do Departamento de Fisiologia do E.C. Pinheiros www.drturibio.com
Transcrito:http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/2016/03/mais-atividade-fisica-menos-ansiedade-igual-menos-exageros-alimentares.html

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: